UGT na luta pela inclusão lança cartilha informativa
23/07/201217:00:00
 
A União Geral dos Trabalhadores (UGT)em parceria com o Sindicato dos Comerciários e a ONG Espaço Cidadã lançou, na manhã desta quinta-feira (19), em sua sede nacional, em São Paulo, a cartilha “O Trabalhador com Deficiência – Inclusão pela Lei de Cotas”. 

Diante de um auditório lotado de militantes das causas de pessoas com deficiência, a mesa do ato foi composta por Ricardo Patah e Canindé Pegado, presidente e secretário geral da UGT,respectivamente, a Secretaria de Saúde e Segurança no Trabalho da central, Cleonice Caetano Souza, Cremilda Bastos Cravo, adjunta para assuntos de Acessibilidade ugetista, Carlos Clemente, do Espaço e Cidadania e o superintendente regional do trabalho, José Roberto de Melo.

O evento que fez parte das comemorações aos 21 anos da Lei de Cotas para pessoas com deficiência. Desde sua implantação muito preconceito foi  diminuído e as empresas começaram a fazer as devidas adaptações para incluir no mercado de trabalho o cidadão com qualquer tipo de deficiência. 

Em seu discurso, o presidente Patah ressaltou a importância da construção da cartilha e, o conhecimento que pode ser difundido e socializado para o maior número de pessoas. “Este é um pequeno impresso, mas que é rico em conteúdo. Não se pode mais falar em falta de informação, pois a partir de agora é preciso levar esse conhecimento para o maior número de pessoas possíveis e, acima de tudo, avançar para que essa luta permaneça forte”. 

Construída numa parceria entre a UGT,a Secretaria de Diversidade o Sindicato dos Comerciários e o Espaço de Cidadania com seus parceiros pela inclusão, a Cartilha vem para mostrar que muito foi feito. Mas é preciso fazer mais!  

“É preciso mais esclarecimento. A distribuição será feita na empresas e em supermercados. É preciso ter vontade e boa vontade. Não apenas enxergar a Lei como preenchimento de cotas”, adverte Cremilda Bastos.  

A cartilha é um conjunto de informações que estão sendo publicadas em braile, áudio e impresso, já com o intuito de atingir o maior número de pessoas possíveis.

Fonte: Portal Mundo Sindical   
Foto: Divulgação