Sindasul luta por negociação do Acordo Coletivos de Trabalho na ECT e faz parceria com CFA(CRA/MS), CNPL, ADCAP E ANETI
14/08/201121:00:00
 

Há anos empreendemos uma luta, por meio de diálogo e solicitações de parceria com a Federação Nacional dos Trabalhadores na Empresa dos Correios (FENTECT), que não são atendidos. A intenção é participar da negociação do Acordo Coletivo de Trabalho em benefício da categoria dos profissionais diferenciados e liberais que são excluídos , por estarem enquadrados em nível superior, técnicos e administrativos.

Para a presidente do Sindicato de Administradores de Mato Grosso do Sul (Sindasul), Adm. Eliane Toniasso: “O direito de sindicalizar-se neste ou naquele sindicato é uma escolha pessoal dos profissionais, desde que estejam enquadrados nos respectivos cargos de sua profissão, assim, o Sindasul representa legalmente os administradores da sua jurisdição, Mato Grosso do Sul. A Federação Brasileira dos Administradores (Febrad) e Fenad representam os profissionais de todo o Brasil, enquanto que a Confederação Nacional dos Profissionais Liberais (CNPL) representa e congrega todas as profissões. Estamos juntos em comissão, na luta pelo direito legitimo de participarmos da negociação salarial do ACT da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos”. Observamos que: Eliane Toniasso, presidente do Sindasul é Diretora Executiva de Comunicação Social e Assuntos Profissionais da FEBRAD, é também Adcapiana (Associação dos profissionais dos Correios) e congregou na parceria com a CNPL a ANETI- Associação Nacional dos Empregados de Tecnologia da Informação dos Correios, excluída do ACT.

Os reajustes nos Acordos Coletivos de Trabalho (ACT), no primeiro semestre deste ano de 2011, tiveram uma média de 8,27%, sendo que o maior índice foi o da área de construção civil, que atingiu 10%. A informação é da pesquisa do Departamento de Gestão das Relações do Trabalho (Deret-Correios e Telégrafos). O levantamento mostra os dados referentes aos acordos coletivos fechados, por seis importantes categorias: Embrapa (6,51%), vigilantes (8%), rodoviários (8,51%), construção civil (10%), metroviários (7,17%) e professores (9,44%).

O Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) é um ato jurídico firmado entre a entidade representativa de empregados e a empresa. É um acordo que inclui normas, condições e critérios de natureza econômica e social, que deverão reger as relações trabalhistas com força de lei.

Entre diversas outras tentativas de contato e negociação, está um e-mail do Adm. Itamar Revoredo Kunert, presidente da Federação Brasileira dos Administradores (FEBRAD ), em que é solicitada a participação da presidente do Sindasul para representar a categoria na negociação do ACT. O e-mail é de dezembro do ano passado, e até hoje não houve nenhuma resposta.

 

 

“De: Itamar R. Kunert - Consultor

Enviada em: sexta-feira, 3 de dezembro de 2010 23:35

Para: Nelson Freitas

C/C: Eliane Toniasso

Assunto: Representante junto a Empresa Brasileira de Correios e Telegráfos!!!URGENTE!!!!

Ilmo Senhor

Nelson Luiz Oliveira de Freitas

Diretor de Gestão de Pessoas

Assunto : Representante Nacional para o Acordo Coletivo Nacional dos Correios

Categoria : Administradores

 

Estamos comunicando que a Adma. Eliane Toniasso , nossa Diretora e funcionária

dessa Empresa lotada na cidade de Campo Grande – MS, foi autorizada a nos

representar perante esta empresa em seu Acordo Coletivo em andamento com os

sindicatos de outras categoria.

Em reunião a nossa Diretoria, decidiu e autorizou, a colega acima mencionada para

representar perante esta empresa de Correios, a categoria dos Administradores, no

Acordo Coletivo dos Correios.

Aguardamos orientação e como deveremos proceder para encaminhar a nossa colega

todas as datas das reuniões, nacionais e regionais daqui para frente.

 

 

Atenciosamente;

 

 

Adm. Itamar Revoredo Kunert | Presidente da FEBRAD – Federação Brasileira dos Administradores”