Programa de trainee: saiba como se dar bem no processo seletivo
26/07/201215:21:00
 

SÃO PAULO - Para muitos profissionais, programas de trainee são processos ideiais para começar a carreira e firmar em uma empresa disputada. Mas, muitas vezes, a falta de experiência na área deixa muitos interessados inseguros para se candidatar às vagas.

Para a gerente da Page Talent, Manoela Costa, nem sempre a oportunidade está relacionada à pouca experiência ou vivência anterior do candidato. Embora sua falta represente uma ameaça, é possível contornar essa situação investindo em um bom marketing pessoal e atitudes estratégicas na seleção.

Ela explica que muitas vezes o mérito supera a experiência. De acordo com a especialista, o potencial de liderança, por exemplo, é extremamente valorizado pelos recrutadores e é comum que, ao selecionar um candidato, a prioridade caia sobre aqueles que detêm características essenciais para uma boa gestão, como facilidade de trabalho em equipe, criatividade e dinamismo.

"Portanto, qualquer atividade que ateste seu espírito empreendedor será notada, inclusive encabeçamento de projetos anteriores, mesmo que sem relação com o cargo pretendido ­ou envolvimento com atividades acadêmicas e sociais”, explica. 

Para uma melhor performance na hora do processo seletivo, a consultora acrescenta algumas dicas para aqueles que desejam se dar bem nos programas de trainees:

Carga e área de atuação: faça uma análise da companhia e do emprego desejado, comparando-os com seu perfil profissional. Preste atenção em quais características são fundamentais para um bom desempenho das funções para o cargo. Com isso, o candidato conhecerá os erros que não pode cometer e as qualidades que irão se destacar no processo, ganhando a atenção do recrutador.

Pesquisar sobre o histórico da empresa e o mercado em que atua também deixará o candidato mais confiante quando for responder possíveis perguntas sobre a empresa e o porquê gostaria de trabalhar nela.

Reverta falta de experiência em oportunidade: transforme a experiência em outras áreas de atuação como um diferencial. Tente descobrir quais qualificações e experiências anteriores fizeram crescer profissionalmente, como atribuir outras visão sobre determinado assunto relacionado à empresa almejada. Tome cuidado para não sugerir alternativas inviáveis e acabar incitando a ideia de que não compreende totalmente o funcionamento do setor.

Não desistir: geralmente, os programas de trainees têm uma enorme concorrência, diminuindo as chances de sucesso. Sendo assim, continuar investindo na carreira e estar preparado para receber uma notícia negativa é fundamental para seguir para a próxima oportunidade sem desanimar.