Para líder sindical, Brasil é oásis de esperança para o mundo
22/08/201113:24:00
 

residenta Dilma Rousseff recebe no Palácio do Planalto a secretária-geral da Central Sindical Internacional, Sharan Burrow. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR


Outra demanda apresentada à presidenta Dilma – segundo informou a representante da CSI – foi em relação à Copa do Mundo 2014 e a necessidade de os contratos respeitarem condições de trabalho descente e salários dignos. Sharan Burrow espera que a experiência brasileira na realização 
Outro diferencial do Brasil – segundo Burrow – é a percepção de que o crescimento da economia só é efetivo na medida em que se investe, simultaneamente, em justiça social e na erradicação da miséria. Ela disse reconhecer a liderança da presidenta Dilma Rousseff no G-20, motivo pelo qual pediu apoio da presidenta para clamar que o mundo acabe “com a ganância dos mercados financeiros” e invista na criação de empregos e na sustentabilidade ambiental. 
Outra demanda apresentada à presidenta Dilma – segundo informou a representante da CSI – foi em relação à Copa do Mundo 2014 e a necessidade de os contratos respeitarem condições de trabalho descente e salários dignos. Sharan Burrow espera que a experiência brasileira na realização dos Jogos seja um marco para o mundo e exemplo para os próximos países que sediarão o mundial de futebol.


O secretário-geral da CNPL, José Alberto Rossi, e a diretora-adjunta Elza Kunze acompanharam a comissão de sindicalistas na visita à Presidenta.

Fonte: www.planalto.gov.br