ÔĽŅ SINDASUL - Sindicato dos Administradores de Mato Grosso do Sul

Foco: um fator determinante do sucesso ou do fracasso
09/01/201319:42:00
 

Por José Augusto Wanderley

Foco √© uma quest√£o essencial para institui√ß√Ķes, empresas ou pessoas. Assim, um ex√©rcito que luta em v√°rias frentes tem suas for√ßas dissipadas e aumenta consideravelmente a probabilidade de perder a guerra. Uma empresa que tem m√ļltiplos focos pode acabar tendo baixa produtividade e ir a banca rota, ou como diz Al Ries: "Foco √© uma quest√£o de vida e morte para uma empresa". Para pessoas vale a Lei da Aten√ß√£o Concentrada (Foco) de Charles Baudouin: "Quando uma pessoa foca a sua aten√ß√£o numa ideia, esta tende a se concretizar por si mesma". E cabe ressaltar que isto tanto vale para o bem como para o mal, ou seja, quem foca no negativo, negativo vai ter. Assim, se voc√™ quiser se sentir mal √© f√°cil, √© s√≥ focar em todas as trag√©dias do mundo e, em pouco tempo, voc√™ vai estar deprimido ou dominado por outras emo√ß√Ķes negativas. Em suma, foco √© como diz uma m√ļsica composta por Billy Blanco: "O que d√° para rir tamb√©m d√° para chorar".

Assim sendo, entender a questão do foco pode fazer a diferença entre o sucesso e o fracasso. Quando se pensa em foco, existem dois conceitos distintos. Um é o de inteligência multifocal. O outro é o de inteligência com foco essencial ou focada, que é baseada em princípios da sabedoria universal, inclusive em processo decisório e solução de problemas.

A inteligência multifocal

O conceito de intelig√™ncia multifocal √© inspirado no conceito de intelig√™ncias m√ļltiplas de Howard Gardner, psic√≥logo da Universidade de Harvard que, baseado em pesquisas, questionou a vis√£o tradicional de intelig√™ncia, uma vis√£o que enfatiza as habilidades lingu√≠stica e l√≥gico-matem√°tica e que √© medida nos testes de QI. Gardner identificou que n√£o existem apenas dois, mas sete tipos de intelig√™ncias: lingu√≠stica, l√≥gico-matem√°tica, espacial, musical, cinest√©sica, interpessoal e intrapessoal

Na sua ess√™ncia, a intelig√™ncia multifocal √© uma constata√ß√£o de que √© poss√≠vel ter m√ļltiplos focos, ou seja, que √© poss√≠vel focar em muitas coisas. Para saber mais sobre o tema, voc√™ pode ler meu artigo Intelig√™ncia Multifocal para Administradores e, subsidiariamente, Compras: uma Compet√™ncia Essencial para um Administrador e Palavras Assassinas Internalizadas: Aprenda a Administrar seu Pensamento.

A inteligência com foco essencial ou focada

A inteligência com foco essencial tem base nos seguintes princípios:

1) √Č √≥bvio que uma pessoa pode focar em m√ļltiplas coisas, mas n√£o ao mesmo tempo. Assim, se voc√™ estiver focando no que est√° na sua frente, n√£o pode focar ao mesmo tempo no que est√° atr√°s de voc√™. E se voc√™ estiver focando nos seus p√©s, n√£o poder√° ver um p√°ssaro que estiver voando acima da sua cabe√ßa;

2) Naquilo que uma pessoa pode focar existem coisas importantes, mas tamb√©m aquelas destitu√≠das de valor e, pior do que isto, coisas que s√£o inadequadas e destrutivas, para a pr√≥pria pessoa, para os outros e para o universo. Assim, a grande quest√£o do foco √© saber e decidir o que √© importante e priorit√°rio e este importante e priorit√°rio √© din√Ęmico. Ou como dizia o fil√≥sofo grego Her√°clito: "Uma pessoa n√£o se banha duas vezes no mesmo rio", ou seja, tudo est√° em constante vibra√ß√£o e muta√ß√£o;

3) A tendência da mente é a dispersão, ou de acordo com Buda: "A mente é um macaco pulando de galho em galho, em busca do fruto, na selva do condicionamento humano";

4) Saber o que focar e manter o foco √©, portanto, a grande quest√£o. De acordo com Emmet Fox: "At√© conseguir colocar sua aten√ß√£o naquilo que quer, voc√™ n√£o pode se considerar um mestre de suas a√ß√Ķes. Voc√™ nunca ser√° feliz at√© que seja capaz de determinar no que ir√° pensar na hora seguinte";

5) Por um lado, √© importante desenvolver o controle metal e emocional e saber o que √© a mente emissiva e o que √© a mente receptiva. Por outro, foco √© uma quest√£o de decis√£o. Assim, decidir o que focar √© uma das decis√Ķes mais importante para se chegar √† excel√™ncia de resultados;

6) Existem 6 tipos de foco que são: o efetivo ou essencial, ou seja, o que agrega valor e os focos que prejudicam ou que afastam você da realização dos seus objetivos. Entre eles estão os focos caótico, bode cego, equivocado, limitado e contaminado.

O foco caótico

O foco ca√≥tico √©, em si mesmo, o antifoco. √Č ficar pulando de galho em galho sem nenhuma consist√™ncia e dire√ß√£o e faz com que se n√£o tenha nenhuma disciplina. Quando uma pessoa ou uma organiza√ß√£o tem dificuldade para realizar aquilo que foi planejado, entre as v√°rias causas poss√≠veis, existem 3 que s√£o comuns: modelo mental limitado, esfor√ßo ineficiente e foco ca√≥tico.

O foco bode cego

√Č o de uma pessoa ou organiza√ß√£o que est√° focada numa dire√ß√£o e se torna incapaz de perceber mudan√ßas, amea√ßas e oportunidades. Dois exemplos:

1) Em 1905, um qu√≠mico alem√£o desenvolveu a novoca√≠na como o primeiro anest√©sico local e, embora tentasse, n√£o conseguiu que os m√©dicos a usassem. Eles preferiram a anestesia geral. Mas sem mais nem menos, os dentistas come√ßaram a usar o medicamento. E o inventor ficou muito irritado com isto, afinal, o seu invento havia sido feito para m√©dicos. Dizem que passou o resto da sua vida, fazendo prele√ß√Ķes para dentistas contra o uso da novoca√≠na para fins odontol√≥gicos. Portanto, se a sorte bater na sua porta, n√£o a despreze.

2) A Enciclop√©dia Brit√Ęnica era l√≠der absoluta no seu setor. Entretanto, n√£o se deu conta de que estavam acontecendo dr√°sticas mudan√ßas no mercado com o advento dos microcomputadores. Outras possibilidades come√ßaram a surgir com a utiliza√ß√£o de CDs. Por que comprar uma Brit√Ęnica pelo pre√ßo de um microcomputador? Quando a Brit√Ęnica percebeu isto, uma boa parte do seu mercado j√° tinha ido. Assim, n√£o fique focado s√≥ no seu sucesso. O sucesso de ontem n√£o √© garantia do sucesso amanh√£. Esteja atento √†s amea√ßas.

O foco equivocado

√Č aquele do motorista que destruiu a traseira do meu carro. N√£o estava focando no que devia, ou seja, no tr√Ęnsito. Muitos desastres s√£o relatados a respeito de motoristas que mandam mensagem pelo celular enquanto dirigem seus autom√≥veis. As vezes acontecem acidentes por muito menos do que isto. Michael Schumacher, o piloto mais vitorioso da f√≥rmula 1, estava dirigindo numa autoestrada alem√£, quando foi mudar a esta√ß√£o de radio e acabou batendo no carro que estava na sua frente.

O foco limitado

Embora uma pessoa n√£o possa focar em v√°rias coisas ao mesmo tempo, existe um conjunto de coisas que precisam ser focadas ao longo de um dia ou de um determinado per√≠odo de tempo. O foco limitado n√£o identifica todas as condi√ß√Ķes necess√°rias e suficientes para o sucesso. Para organiza√ß√Ķes, contraria um velho ditado: "n√£o coloque todos os ovos numa cesta s√≥". O Magazine Luiza, por exemplo, em nome do foco, foi orientado a abrir m√£o de uma de suas linhas de produtos. Felizmente n√£o seguiu a orienta√ß√£o, que como os fatos vieram a mostrar posteriormente, se constitu√≠a em grave equ√≠voco. Assim, saber a amplitude das coisas que uma organiza√ß√£o ou pessoa pode focar √© uma grande quest√£o. Uma empresa com excesso de focos dissipa seus recursos, mas com foco limitado pode perder oportunidades.

O foco contaminado

√Č o foco de uma pessoa que, de uma forma ou de outra, n√£o consegue viver o presente e n√£o segue a express√£o "Faze o que fazes" ou "Age quod agis", que era o lema do fil√≥sofo grego Xenofanes de C√≥lofon, que viveu antes de S√≥crates. Viver o presente com qualidade significa n√£o estar contaminado por m√ļltiplas solicita√ß√Ķes ou pelo passado. Assim, existem pessoas que quando lhes acontece qualquer problema pela manh√£, ou mesmo em algum lugar do passado, ficam com o problema o tempo inteiro e n√£o conseguem fazer bem aquilo que tem que ser feito no seu aqui e agora. O foco contaminado tamb√©m √© uma das principais causas das reuni√Ķes com baixa produtividade e qualidade hoje em dia, um dos fatores que mais contribuem para a m√° administra√ß√£o do tempo.

O foco efetivo ou essencial

Entre as coisas que se pode focar, a maioria delas √© in√ļtil e vale o Princ√≠pio de Pareto que reza que existem algumas poucas coisas relevantes em rela√ß√£o a muitas coisas triviais e, at√© mesmo, destrutivas. Assim, sempre vale o que dizia Peter Drucker: "O produto final do trabalho de um administrador s√£o decis√Ķes e a√ß√Ķes". E uma das decis√Ķes mais importantes para pessoas e organiza√ß√Ķes √© a que trata do: o que, para que, como, quando, onde e quanto focar. Vamos a alguns exemplos:

Um dos primeiros computadores desenvolvidos para fins cient√≠ficos foi o Eniac da Universidade da Pensilv√Ęnia. Entretanto, o Eniac era muito mais adequado para aplica√ß√Ķes empresariais como o processamento de folhas de pagamento, s√≥ que seus projetistas n√£o perceberam isto. A IBM criou a sua pr√≥pria vers√£o do Eniac, que foi lan√ßada em 1953 e se constituiu no padr√£o para computadores comerciais, multifuncionais e centrais. A Universidade da Pensilv√Ęnia teve o foco bode cego. A IBM o foco voltado para oportunidade. Busque proativamente por oportunidades. N√£o espere apenas que elas venham at√© voc√™.

Logo ap√≥s a Segunda Guerra Mundial, uma pequena empresa indiana de engenharia comprou uma licen√ßa para produzir uma bicicleta de projeto europeu, que possu√≠a um fraco motor auxiliar. Embora o produto parecesse ideal para a √ćndia, nunca se saiu muito bem. Entretanto, o fabricante notou que havia um grande n√ļmero de pedidos apenas para o motor. Foi verificar a raz√£o e descobriu que os fazendeiros estavam tirando os motores das bicicletas e usando-os para acionar bombas de irriga√ß√£o que at√© ent√£o eram operadas manualmente. Esse fabricante se tornou o maior produtor mundial de bombas de irriga√ß√£o de pequeno porte. Suas bombas revolucionaram toda a agricultura do sudoeste da √Āsia. √Č preciso estar atento aos sinais que o mundo nos envia. Descubra sinais que identificam necessidades de mudan√ßas. Pequenos sinais podem levar a grandes mudan√ßas e sucessos. √Äs vezes, √© preciso desistir do seu sonho e ir em busca de um outro sonho.

Para concluir

Esteja consciente do fato de que, queiramos ou n√£o, estamos sempre decidindo e uma das decis√Ķes mais importantes que podemos tomar est√° a relativa ao foco. Mas √© preciso ter cuidado com conceitos simpl√≥rios e equivocados que podem redundar em graves preju√≠zos. Saber o que focar demanda aprendizado e muita compet√™ncia. Importa em avalia√ß√£o precisa de cada situa√ß√£o, identifica√ß√£o de oportunidades, amea√ßas e, acima de tudo, em flexibilidade, que √© um conceito dif√≠cil e complexo, mas extremamente importante para se compreender melhor o que seja a intelig√™ncia com foco essencial. As duas frases que se seguem mostram melhor a quest√£o:

"Insanidade é fazer as mesmas coisas repetidas vezes e esperar obter resultados diferentes" (Jeff Olson).

"Quando nada parece ajudar, eu vou e olho o cortador de pedras martelando sua rocha talvez cem vezes sem que nem uma só rachadura apareça. No entanto, na centésima primeira martelada, a pedra se abre em duas, e eu sei que não foi aquela a que conseguiu, mas todas as que vieram antes" (Jacob Riis)

Isto significa que manter o foco, insistir e persistir no seu sonho pode ser sinal de insanidade, mas tamb√©m, manter o foco, insistir e persistir no seu sonho pode ser sinal de lucidez. E saber a diferen√ßa entre uma situa√ß√£o e outra √© a grande quest√£o e o objetivo da intelig√™ncia com foco essencial. Em suma, tudo na vida importa em perceber, compreender, escolher, decidir e agir e, isto ser√° objeto de um outro artigo. Mas, mais uma vez, vale lembrar a m√ļsica composta pelo Billy Blanco: "O que d√° para rir tamb√©m d√° para chorar".

Fonte: Administradores.com.br