Sindasul une forças ao Conselho Federal de Administração
07/03/201310:39:00
 

Os administradores de Mato Grosso do Sul têm destaque no cenário nacional por meio do presidente do Conselho Federal de Administração (CFA), eleito em 2012,  o Adm. Sebastião Luiz de Mello. De acordo com o Sindicato dos Administradores de Mato Grosso do Sul (Sindasul) esta representação é uma oportunidade de alavancar a profissão no Estado, com repercussão no Brasil,  pois o foco da Administração está  voltado para Mato Groso do Sul, uma vez que a autoridade maior da profissão é um sul-mato-grossense.

Recentemente, o presidente do CFA e a Conselheira federal suplente de MS, Eliane Toniasso – que também preside o Sindasul -  se reuniram em Campo Grande para dialogar sobre os avanços da profissão. Na ocasião destacaram a importância da união CFA, CRA e Sindasul para novos projetos que valorizem a profissão.

Sebastião Mello destacou que cada entidade tem um papel que lhe compete. “As razões de existir são diferentes, o sindicato, por exemplo, é focado nas questões trabalhistas, pisos salariais, questões técnicas, ambiente de trabalho entre outros. Já os conselhos, atuam na fiscalização da profissão.”

Sobre a união para o fortalecimento dos administradores, o presidente do CFA é enfático: “Em qualquer profissão a união faz a força, ninguém chega a lugar nenhum sozinho. A conjuminância de forças garante resultados positivos perante os desafios”, enfoca o administrador.

Apoio: CFA + Sindasul
O presidente do CFA afirma que o Conselho e o Sindasul possuem um bom relacionamento. “Contribuímos com o sindicato nas questões trabalhistas, participamos de reuniões conjuntas, sempre que necessário oferecemos apoio, inclusive nas questões jurídicas. Estou sempre em contato com a presidente Adm. Eliane Toniasso, ainda mais agora, que atuamos juntos também no Conselho Federal.”

CFA – PROJETOS
Entre os dias 06 e 07 de março, o administrador Sebastião Mello estará em Brasília para aprovar o plano de trabalho do CFA para o biênio  2013 e 2014. Segundo o presidente,  entre os projetos pode-se destacar:


1- Projeto Cadastro Integrado (Banco de Dados, registro de todos os profissionais  da administração do país);


2- Projeto de Certificação Profissional: O objetivo é aferir o conhecimento de cada administrador, por área, sendo dividido em duas etapas, a 1ª por experiência profissional e a 2ª por realização de provas teóricas e práticas.
Destaque: são todas opcionais, ou seja, a realização é voluntária. No entanto, quem realizá-las e obtiver êxito, receberá um certificado que garantirá a qualificação do profissional.


3- Projeto de Logística: Possivelmente em abril o CFA divulgará o projeto de logística desenvolvido para analisar a qualidade dos transportes do país. O trabalho durou meses e foi desenvolvido por especialistas por meio de reuniões, seminários, encontros, entre outros.


Além dos projetos destacados, Sebastião Mello ainda citou o Programa de Desenvolvimentos Regionais (PRODER) que divide 25% da receita do Conselho Federal de Administração com os Conselhos Regionais de Administração do país. “O objetivo é que o sistema cresça. Já devolvemos mais de 3 milhões de reais aos Conselhos Regionais”, enaltece o presidente.

A distribuição da receita acontece através de financiamento de projetos apresentados pelos  Conselhos e aprovados por uma comissão específica do CFA.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Sindasul