Cézar Britto aborda Negociação Salarial em Seminário realizado por administradores de Mato Grosso do Sul
04/11/201410:51:00
 
A primeira palestra do Seminário Internacional pelo Emprego e Trabalho Decente, que aconteceu no dia 03 de novembro - organizado pela administradora Eliane Toniasso, presidente do Sindicato dos Administradores de Mato Grosso do Sul em co-parceria com a Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional de Mato Grosso do Sul, representada por Dr. Júlio Cesar Souza Rodrigues - foi ministrada pelo ex-presidente da OAB, Dr. Cézar Britto, que abordou o tema: Negociação Coletiva de Trabalho, Tendências e Desafios.

O advogado analisou o contexto histórico trabalhista no Brasil, desde o período da escravidão - em que a mão de obra era explorada e não se cogitava a possibilidade de elaboração de leis trabalhistas - até os avanços atuais, legislação e possibilidade de negociação. Britto enfatizou que as entidades patronais e laborais que negociam as Convenções Coletivas de Trabalho devem estar atentas não apenas às questões salariais, mas principalmente às questões de violação aos direitos humanos e aos direitos fundamentais do trabalho.

Além disso, o advogado alerta que atualmente o país passa a receber mais imigrantes no mercado de trabalho, como haitianos e bolivianos, de acordo com Cézar Britto é um novo cenário histórico trabalhista no país. “O Brasil tem a chance de construir uma legislação humanitária, para isso precisa enfrentar esta questão com dignidade”, destacou.

Após a palestra, compuseram o painel de debates Tai Losche, subsecretária da Mulher e da Promoção da Cidadania do Governo do Estado, Jefferson Borges Silveira, presidente da UGT Nacional, Felipe Orro, deputado estadual, Júlio César Souza Rodrigues, presidente da OAB-MS, Ricardo Kunirari, presidente da Câmara dos Dirigentes Logistas e o administrador Marcos Guerrieri.

O presidente da UGT-MS avaliou positivamente a palestra. “O movimento sindical precisa rever alguns pontos nas negociações salariais. O mercado evoluiu muito, os sindicatos têm que entender que as Convenções e Acordos Coletivos de Trabalho são fundamentais para a melhoria nas relações de trabalho, principalmente para avançar nas conquistas pelos trabalhadores”, ressaltou Jeferson.

“Reconhecemos a importância da negociação, e, em última instância recorrer ao Tribunal Regional do Trabalho, como já fez o Sindicato dos Administradores de Mato Grosso do Sul”, revela a adm. Eliane.


VEJA MAIS FOTOS CLIQUE AQUI

VEJA FOTOS PUBLICADAS NO SITE BLITZ MS CLIQUE AQUI

Fonte: Sindasul