Patricia Arquette discursa pelos direitos das mulheres na entrega de OSCAR
23/02/201515:51:00
 

A ganhadora do Oscar de melhor atriz coadjuvante fez um forte discurso pela igualdade de direitos entre homens e mulheres. Ganhou grandes aplausos da plateia, incluindo uma empolgada aplauso de Meryl Streep e Jennifer Lopez.

No seu dicurso de agradecimento, ela convocou a mulher americana a lutar por seus direitos: "A cada mulher que deu à luz cada cidadão e contribuinte desta nação, nós lutamos para os direitos iguais de todos. É hora de haver igualdade salarial de uma vez por todas e direitos iguais para todas as mulheres nos Estados Unidos da América".
O que eu gostaria de celebrar aqui hoje é que nunca estivemos em um momento midiático tão favorável a mudanças de comportamento sobre a igualdade de direito das mulheres como esta. São simbólicas, é claro, mas apontam uma direção favorável e isso não é pouca coisa. Falar em equidade salarial entre celebridades top ou sobre o grau de empregabilidade feminina na indústria hollywoodiana depois de uma certa idade pode parecer política social fora do alcance (ou interesse) das comuns mortais, mas é aí mesmo que reside sua força. São as vozes das poderosas as que escutamos primeiro. Salve, portanto, Patrícia, Meryl, Reese, Julianne, Emma e atrizes incríveis que estão pensando e aginda em favor de outras mulheres.  Parabéns Amy Poehler pela campanha#askhermore.  Eu, desde já, começo outra: pela escalação da dupla Amy e Tina Fey, que brilharam diversas vezes no comando do Golden Globes, para apresentar o Oscar 2016.