Novo desafio profissional: o que fazer?
16/11/201517:40:00
 

Não é novidade para ninguém que o mercado não está favorável no momento e não esperamos que esteja no curto prazo, mas como uma consultoria de busca e seleção de altos executivos, temos tido grande demanda de nossos clientes para a busca de profissionais diferenciados no mercado, a troca de executivos por motivos diversos que vão da performance ao custo e a profissionalização da gestão de grupos familiares nacionais, que visam maior governança para impulsionar seu crescimento sustentável. O ponto é que, ao se deparar com um novo desafio, os executivos encontram um cenário muitas vezes complexo devido ao momento econômico. Seguem abaixo algumas dicas e conselhos, se você é um destes que aceitou uma mudança de emprego recentemente:


1 – Potencialmente, com algumas honrosas exceções, a cadeira que você irá sentar será maior do que você por questões de custos. Busque suporte interno e externo desde o dia 1 para que possa acelerar seu desenvolvimento.

2 – Devido ao item acima, potencialmente você sofrerá de preconceito daqueles que estão na empresa há mais tempo e esperavam uma promoção. O momento pede que sejamos abertos e solícitos com o time na chegada, vale uma imersão com eles para alinhar expectativas.

2 – Recursos serão escassos, tanto em termos de pessoas quanto de dinheiro para projetos. Busque oportunidades de fazer mais com menos, seja criativo e inovador.

3 – O momento pede cautela, assim, mesmo que tenha acabado de se recolocar em um novo desafio, procure manter as oportunidades de networking. Pode não dar certo e você não perderá contato com o mercado.

4 – A empresa lhe contratou visando resultados de curto prazo, assim busque desenhar um plano de 100 dias e alinhe o mesmo com seu chefe. Mostre proatividade.

5 – Faça um rápido assessment da sua equipe e entenda se alguma mudança deverá que ser feita para que você alcance o seu plano. Não vale esperar em momentos como este, a ação tem que ser rápida mas pensada, use apoio externo de consultorias que fazem este trabalho de forma isenta.

6 – Aumente a frequência de alinhamentos com a matriz da empresa e com seu superior imediato. Melhor um micro-gerenciamento para cima e para baixo neste momento do que perder tempo realinhando a rota.

7 – Busque oportunidades imediatas de reduções de custos, sempre focando em processos inicialmente. Evite demissões em massa pois você possivelmente vai precisar das pessoas para executar seu plano.

8 – Aprenda a dizer “não”. Parece simples, mas ao tentar criar empatia, muitos líderes acabam evitando este direcionamento nos primeiros meses de gestão e não existe tempo e nem paciência hoje em dia com erros.

9 – Comunicação é chave em momentos críticos de mercado como estes. Se não é bom comunicador, procure ajuda. Use diversos fóruns e formatos para comunicar o que está acontecendo e para onde o barco está navegando. As pessoas somente vão comprar seu plano e lhe seguir se entenderem seu racional.

10 – Busque oportunidades para criar um clima organizacional positivo, já existem muitas notícias ruins no Brasil hoje em dia. “Não precisa tornar o ambiente interno da empresa em um inferno, mesmo que o resultado esteja ruim.”

André Freire é Presidente da Odgers Berndtson Brasil.

 


Fonte: administradores.com

http://www.administradores.com.br/noticias/carreira/novo-desafio-profissional-o-que-fazer/106657/

data: 15/11/2015